Blog

Aprenda a receita da torta de noz pecan com caramelo cremoso

Prato pode ser opção para ceia e almoço de Natal.

No Natal decidir o cardápio da família para a ceia e o almoço não é uma tarefa fácil. Por isso, pratos práticos e facéis de fazer são boas opções.

Aprenda como fazer uma torta de noz pecan com caramelo cremoso.

Ingredientes

Massa

150 gramas de farinha de trigo
75 gramas de açúcar refinado
60 gramas de manteiga sem sal
1 grama de sal
½ clara
1 gema

Recheio

350 gramas de açúcar
200 gramas de creme de leite fresco
200 gramas de creme de leite fresco**
1 colher de chá de essência de baunilha
100 gramas de noz pecan moída
20 gramas de noz pecan inteira
adicionar mais 50g de açúcar de confeiteiro

** a receita tem duas vezes o creme de leite fresco, pois uma quantia é para colocar no caramelo e a outra para bater o chantilly.

Modo de fazer

– Preparo da massa
Faça uma farofa com a manteiga gelada e a farinha de trigo, usando as mãos ou a batedeira com a raquete. Em seguida, em um recipiente, junte os ovos mais o açúcar e mexa. Depois, adicione tudo na farofa e amasse até ficar homogêneo. Deixe gelar por no mínimo 20 minutos para abrir a massa. Depois abra a massa sobre um filme plástico para não grudar na mesa. Asse a massa a 180ºC por uns 15 min ou até dourar.

– Recheio
?Para o recheio basta colocar o açúcar na panela e deixar virar caramelo. Quando formar o caramelo adicione o creme de leite fresco e em seguida a noz picada. Depois disso, deixe esfriar por 10 minutos. Para montar a torta coloque o recheio na massa assada e adicione as nozes pecan inteiras para decorar.

Essa torta é servida com uma colher de chantilly ao lado. Por isso, para o chantilly você precisa bater a outra parte do creme de leite até formar chantilly e servir.

Assista ao vídeo aqui

Fonte: G1

Apelo nutricional favorece mercado de nozes e castanhas

O consumo de nozes do tipo macadâmia e pecan, castanha brasileira e castanha de caju – mais conhecida como do Pará – tem aumentado em todo o mundo, graças à maior conscientização do consumidor sobre o valor nutricional e os benefícios que estes alimentos proporcionam à saúde. Praticidade e sustentabilidade são outros apelos para o crescimento deste mercado no Brasil.

De acordo com José Eduardo Mendes Camargo, diretor da Divisão de Nozes e Castanhas do Departamento do Agronegócio (Deagro), da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), a cadeia produtiva de nozes e castanhas e frutas secas – chamadas de nuts – cresce anualmente na faixa de 6% a 8%, movimentando US$ 35 bilhões em todo o mundo.

“Nos últimos dez anos, os preços destes produtos aumentaram cerca de 400%, em dólares”, informou Camargo durante o 6º Encontro Internacional de Castanhas, Nozes e Frutas Secas, promovido pela Fiesp, em São Paulo, no último dia 5 de outubro.

A receita brasileira com as exportações anuais alcança US$ 133 milhões. Atualmente, o País vende ao exterior castanha de caju, castanha brasileira, noz macadâmia e noz pecan. “A seca tem prejudicado a castanha de caju nos últimos anos, no entanto há bom potencial de crescimento”, afirmou.

Ele ainda apontou outros indicadores positivos para o setor. “A proibição de queimadas nas plantações de cana-de-açúcar deve liberar áreas em encostas para outras culturas, com boa expectativa para a noz macadâmia. Outra boa notícia é que a castanha brasileira passou a ser cultivada”, ressaltou Camargo, que ainda destacou o aumento da produção de castanha de baru.

PRODUTORES

Os maiores produtores mundiais de castanha de caju são Índia, Vietnã, Brasil e Nigéria. De acordo com o diretor da Divisão de Nozes e Castanhas do Deagro, o País produz, atualmente, 82 mil toneladas de nozes e castanhas.

“Para garantir o crescimento médio anual de 6,5%, previsto para os próximos seis anos, o produtor precisa de crédito, além de pesquisa e desenvolvimento”, comentou.

Embora as castanhas e nozes tenham qualidades nutricionais, sejam sustentáveis e proporcionem alta rentabilidade, ele ressaltou que o setor necessita de mais pesquisa com foco no aumento da produção e da produtividade.

“Também precisa comprovar as propriedades das castanhas e nozes como alimentos funcionais, como ocorre em outros países, e também sua importância para a indústria de cosméticos”, destacou Camargo.

Também presente durante o encontro da Fiesp, o vice-presidente de Inovação da Natura, Gerson Pinto, destacou o potencial das nozes e castanhas no segmento de cosméticos. “Trata-se de um mercado muito grande (o de cosméticos), e o Brasil já é o terceiro do mundo, atrás somente dos Estados Unidos e Japão”, ressaltou.

PESQUISA

Professora titular da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (USP), Silvia Cozzolino citou os resultados de uma pesquisa com a castanha brasileira, como fonte de selênio, mineral que potencializa o sistema imunológico e que funciona como antioxidante, participando do metabolismo dos hormônios da tireoide.

“Também tivemos efeitos positivos do consumo de uma castanha do Brasil ao dia, por pacientes com Alzheimer, com comprometimento cognitivo leve e no sistema imunológico de pacientes submetidos à hemodiálise”, contou a professora, durante encontro.

Pesquisador da Embrapa Instrumentação, Luiz Alberto Colnago apresentou algumas tecnologias disponíveis para produtores rurais e processadores de castanhas e nozes, como os testes não invasivos e de alta velocidade para determinação do teor e da qualidade do óleo de castanhas, “úteis para o melhoramento genético e controle de qualidade”.

Colnago citou ainda estudos sobre revestimento de nozes e castanhas com filme comestível, que ajudam a aumentar o tempo de prateleira.

NEGÓCIOS

Presidente do Conselho Superior de Inovação de Competitividade da Fiesp e fundador da Nutrimental, fabricante das barras de cereais Nutry, Rodrigo Rocha Loures destacou o potencial das nuts para atender aos desafios sociais, econômicos e de saúde do Brasil.

Adriana Miglorancia, presidente da Nutty Bavarian, empresa com mais de 900 pontos de venda no mundo, lembrou que no Brasil, até 1996, as nuts eram consumidas quase exclusivamente no Natal. “A marca conseguiu alcançar, com o passar do tempo, o consumidor brasileiro fora de épocas tradicionais, como as festas natalinas”, disse.

Vice-presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) e diretor de Relações Governamentais do Grupo Pão de Açúcar, Marcio Milan, que participou do painel sobre oportunidades de negócios, afirmou que antes a chance de vender nozes e castanhas era restrita ao final do ano, mas houve uma evolução neste sentido.

Mesmo assim, ele salientou que “precisamos discutir formas para ajudar a cadeia a se desenvolver ainda mais”.

SNA – Sociedade Nacional de Agricultura

Fonte: Meio Ambientário

O poder das nozes

A semente desse fruto de casca dura é a parte comestível que os antigos chineses já recomendavam para fazer bem ao organismo Elas têm cara de Natal. E é mesmo um presente para o paladar e para a saúde.

Deliciosas, as nozes fortalecem as defesas do corpo, auxiliam na formação de glóbulos vermelhos, ajudam a curar ferimentos mais depressa, fortalecem ossos e dentes e, ainda, atuam contra o envelhecimento das células. Com tantas qualidades, desses frutos de casca dura, e põe dura nisso, o que se come é a semente e elas podem e devem entrar no cardápio todos os outros dias do ano.

Mas qual é a melhor: a pecã, nacional, ou a importada?

Saiba que as duas são iguais. A noz importada da Europa e da América do Norte e a pecã brasileira (aquela mais comprida e de casca lisa) têm praticamente os mesmos valores nutricionais. Na verdade, a maior parte das mudas de nogueira pecã trazidas para o Brasil nos anos 70 vieram do sul dos Estados Unidos. Elas são tão poderosas que a ingestão diária dessas `cápsulas de saúde`, mesmo em pequenas quantidades, pode evitar – acredite! – até 65% o risco de doenças do coração. Isso porque reduzem as taxas de colesterol e a formação de coágulos no sangue, além de ter ação antiinflamatória.

Os responsáveis por esses benefícios são os ácidos graxos essenciais, principalmente o linolênico e o linoléico. Mais: contêm fósforo e potássio e pouco sódio, o que fortalece o músculo cardíaco. Os chineses sempre souberam das vantagens desse alimento. Como a nogueira é originária da Ásia, não é de se estranhar que um milenar ditado da região recomende comer uma noz ao dia para beneficiar o coração. Por serem ricas em antioxidantes, especialmente vitamina E e selênio, as nozes funcionam ainda como agentes de prevenção do câncer. E a mesma vitamina é importante para estimular a fertilidade masculina. Por outro lado, seus compostos chamados fitoestrogênios – aqueles encontrados também na soja – reduzem os problemas relacionados à menopausa.

Além disso, o fruto é rico em cálcio, fundamental para a saúde de ossos e dentes. Quem fuma ou vive em cidades poluídas encontra no alimento um grande aliado. Os antioxidantes presentes nas nozes melhoram a resistência pulmonar e reduzem os danos das toxinas inaladas. Essas substâncias aumentam ainda as defesas contra doenças, segundo pesquisa feita na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. E não acabou: ela é um dos itens com maior teor de vitamina B6. Só o gérmen de trigo e peixes como a sardinha ou o salmão, ganham da noz nesse quesito.

Essa vitamina atua no bom funcionamento do cérebro e na produção de glóbulos vermelhos. Mas ela engorda? Só para quem exagera no consumo. Para ter todos os benefícios, basta comer cinco nozes (28 gramas) ao longo do dia. Isso equivale a 193 calorias, o que é igual a duas barras de cereais. Você pode saboreá-las no café da manhã, com cereais e frutas ou batidas com leite; no almoço ou jantar, picadas na salada verde, sobre risotos, massas e molhos. No lanche, experimente misturá- las a frutas secas. É difícil encontrar outro alimento tão versátil!

Fonte: Revista Viva Saúde

Receita de brigadeiro diferente com noz-pecã e azeite

Versão diferente da clássica receita leva nozes e azeite

Crédito: Divulgação

Para deixar o brigadeiro com uma textura melhor e ainda mais saboroso, a doceira Juliana Motter, da Maria Brigadeiro, trocou a margarina por azeite na preparação dobrigadeiro com noz-pecã. A receita rende cerca de 30 unidades e tem tempo de preparo de 40 minutos.

Ingredientes

  • 1 lata de leite condensado
  • 100 g de chocolate branco
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 30 g de nozes-pecã picadas
  • Azeite para untar
  • 100 g de nozes-pecã picadas para confeitar

Modo de preparo

Em uma panela de fundo grosso, coloque o leite condensado, o azeite e as nozes picadas. Leve ao fogo brando, mexendo sempre, por aproximadamente 10 minutos.  Acrescente o chocolate branco e continue mexendo por mais cinco minutos ou até a massa desgrudar do fundo da panela. Apague o fogo e transfira para um recipiente de louça untado com azeite.

Quando esfriar, unte as mãos com azeite e faça bolinhas de três centímetros de diâmetro. Cubra os brigadeiros com a farofa de nozes e coloque os doces em forminhas de papel plissado. Sirva fresco, de preferência nas três horas seguintes.

*Receita cedida pela Maria Brigadeiro e Gallo

Quer aprender outras receitas de brigadeiro? Assista ao vídeo: 

Fonte: Mulher

Nozes Carameladas

nozes

Seguindo com receitas que possam ser feitas nessa época de final de ano. As nozes carameladas ficam super gostosas e podem ser servidas como petiscos, acompanhando queijos, em sobremesas, podem também dar um toque todo especial em um arroz crocante ou em saladas.  Eu particularmente adorooo e acho a cara do natal.

Nozes Carameladas

100gr de nozes

3 col. de sopa de açúcar mascavo

2 col. de sopa de água

1 col. de sopa de manteiga com sal

Como Faz: Mistura o mascavo, manteiga e a água, leva em fogo médio, sem mexer,  até o açúcar derreter. Quando a coloração da calda escurecer mais um pouco, +ou- 1min. depois, coloca as nozes e ai sim pode mexer. Deixar ela caramelar bem, por mais 1min e está pronta. Coloca sobre um silpat ou se não tiver pode ser em uma superfície untada ou sobre papel manteiga. Deixa secar e está pronto.

Pulo do Gato: Eu acho maravilhoso o sabor que o mascavo agrega, mas se preferir pode usar o açúcar normal mesmo. Sempre tomando um pouco mais de cuidado por ele queima rápido e açúcara (eu não sei como se diz, mas eu chamo assim, é quando ele empedra e endurece, sabe?) se mexer na hora errada. Então com o a açúcar convencional é misturar os ingredientes levar em fogo médio sem mexer, de jeito nenhum, quando começar a caramelar ai sim pode colocar as nozes e mexer. Essa receita pode ser guardada por vários dias, é só deixar em um pote bem vedado. Eu prefiro as nozes pecã, aquelas mais compridinhas,  elas são mais suaves e tem um sabor mais delicado, mas como não tinha o dia que comprei, foi essas comun de nogueira. Se usar manteiga sem sal, pode adicionar uma pitada de sal na receita.

Fonte: Bistrô da Coralina

Com menos gordura saturada, óleo de noz-pecã reduz risco de doença cardíaca

Novo produto é testado mundialmente e tem poder de controlar o colesterol e aniquilar radicais livres

Com menos gordura saturada, óleo de noz-pecã reduz risco de doença cardíaca

Óleo de noz-pecã cai bem em massas, sopas, arroz e carnes, por exemplo
Foto: Alex Silva/Revista SAÚDE!

É melhor consumir azeite de oliva ou outro óleo vegetal? Não responda de primeira, porque você pode se surpreender. Se comparar o tradicional óleo de soja com o azeite de oliva, por exemplo, o produto fabricado à base de azeitonas é o vencedor.

No entanto, há tipos de óleo ainda pouco conhecidos que recheiam qualquer mesa (e prato) com saúde e concorrem de perto com o produto extraído do fruto das oliveiras.

A estrela da vez é o óleo de noz-pecã, que, mais do que ser generoso em ácidos graxos benéficos, ainda conta com 30% a menos de gordura saturada que seu concorrente de oliva – um alívio e tanto para as artérias!

Para você ter ideia do que isso representa ao coração, basta citar um estudo recém-publicado pela Universidade Harvard, nos Estados Unidos, que confirma: ao trocar a gordura saturada pela insaturada, presente de sobra no óleo de noz-pecã, você reduz em 20% o risco de problemas cardiovasculares.

Quer mais proteção ao peito? Então saiba que 70% dos ácidos graxos desse ingrediente são puro ômega-9, tipo insaturado que derruba os níveis de colesterol ruim e aumenta as taxas da versão boa, erguendo a proteção contra infartos e derrames.

Com menos gordura saturada, óleo de noz-pecã reduz risco de doença cardíaca

Óleo de noz-pecã também pode ser usado para temperar a salada
Foto: Getty Images

O novo óleo também defende o corpo diante dos radicais livres, moléculas que, se o organismo bobeia, danificam nossas células, favorecendo o envelhecimento precoce e até tumores. Prova disso vem de um trabalho assinado pela Universidade Federal de Santa Catarina, que encontrou alta concentração de tocoferóis, poderosos antioxidantes que compõem a vitamina E, outro presente da noz-pecã. “Essas substâncias se ligam aos radicais livres e paralisam suas reações”, afirma a cientista de alimentos Tatiana Oro.

O estudo não é o único a apontar os efeitos antirradicais do óleo. Na Universidade Federal de Pelotas, no interior do Rio Grande do Sul, engenheiros agrônomos dissecaram sua matéria-prima e encontraram compostos fenólicos, antioxidantes que estão na mesma frente de batalha dos tocoferóis.

“Essas substâncias presentes na noz-pecã também são encontradas no óleo, mas a quantidade que se perde no processo de extração ainda não foi estabelecida”, diz a pesquisadora Roberta Manica-Berto.

Fonte: MdeMulher

Saiba tudo sobre as nozes e seus benefícios

Em muitas culturas ao redor do mundo, as nozes são consideradas como uma fonte valiosa. Porém, no auge da cultura do consumo de alimentos com baixa gordura, os nutricionistas têm analisado esses antigos alimentos com uma certa desconfiança.

Nos anos 80 e 90, a sabedoria que prevalecia era de que se alguém ingerisse algo tão rico e calórico poderia, consequentemente, prejudicar seu coração, aumentar seu colesterol e aumentar alguns quilos na balança. Castanhas de caju e nozes deveriam ser comidos com moderação e macadâmias eram notoriamente alimentos gordos e cocos eram estritamente proibidos.

Desde que a era da baixa gordura se dissipou, as nozes recuperaram sua reputação como um excelente lanchinho. Estão carregadas de nutrientes e não necessita-se de muitas para sentir-se satisfeito.

De fato, algumas nozes possuem mais de 80% de gordura, mas estas comidas também são as maiores fontes de Ômega 3, o que as tornam altamente saudáveis. Experts da nutrição recomendam o consumo de aproximadamente 28 gramas de nozes, pelo menos cinco vezes na semana, para diminuir o risco de doenças cardiovasculares e dois tipos de diabetes.

Inclusive, além de possuir gorduras saudáveis e proteínas, as nozes possuem vitamina E, fibras e ajudam na redução do colesterol por possuírem esteróis vegetais. As nozes de árvores se tornaram as mais comuns e as que mais causam alergias na população atualmente.

Mas porque o número de crianças alérgicas a nozes aumentou cinco vezes mais desde 1988? Existem algumas teorias, mas ninguém sabe ao certo. Os sintomas podem ser variados, de brandos a severos, e muitas vezes fatais.

Normalmente, as nozes são literalmente os órgãos reprodutivos de uma árvore. Elas carregam a essência biológica necessária para criar a próxima geração de árvores e têm, inclusive, proporcionado a subsistência de várias gerações humanas.

Nozes Pecan

A Pecan é membro da família da nogueira e nativa do centro e do sul dos Estados Unidos. Seu nome botânico, Carya illinoinensis, significa “Nozes de Illinois”.

Para os primeiros cultivadores de noz pecan, os índios Algonquin, a noz era a maior fonte de nutrição. As tribos a utilizavam como remédio para a pele e para problemas de pulmão, e para fabricar uma bebida fermentada chamada Powochicora.

A Pecan possui um formato similar ao da noz, mas possui sabor mais adocicado e textura mais suave. As pecans possuem maiores quantidades de gorduras nutritivas que as nozes, mas menos ômega 3. Ambas as nozes são fontes de cobre, um metal necessário para manter os ossos fortes e uma boa função imunológica.

Fonte: Times

 

Os benefícios da noz pecan para a saúde

Os benefícios da noz pecan para a saúde

Você já ouviu falar na noz pecan? Essa semente muito saborosa pode ser o ingrediente que faltava para deixar suas receitas incríveis – e sua dieta mais saudável. Isso porque, além de chamar atenção pelo paladar, essa delícia ainda conta com diversos benefícios para a saúde.

Conheça todos eles!

Original da América do Norte, a noz pecan é um tipo de fruto com uma casca bastante dura e lisa. A parte comestível é a semente, que é mais comprida que a noz tradicional. O sabor é doce e levemente amanteigado.

Para facilitar sua decisão de experimentá-la, separamos abaixo três vantagens do consumo desse ingrediente:

1) Do total de gorduras encontradas na noz pecan, 87% são as famosas gorduras boas (mono e poli-insaturada). Elas auxiliam o equilíbrio de gorduras no sangue, protegendo o coração.

2) É fonte de minerais, como o magnésio e o fósforo. Os dois são importantes para a saúde dos ossos e dentes. Já o zinco, também presente na semente, é essencial para o sistema de defesa do corpo.

3) Por serem rica em antioxidantes (entre eles o selênio), pode auxiliar a prevenção do envelhecimento precoce das células, além de fortalecer as defesas prevenindo gripes e resfriados.

Como consumir a noz pecan

Agora que você foi convencido a experimentar tanto sabor e saúde, chegou a hora de aprender como consumir a noz pecan. Por ser um alimento bastante calórico, é importante atentar-se as quantidades no prato. Em média, recomenda-se a ingestão de três a cinco unidades ao dia, dependendo de suas necessidades individuais.

As nozes podem estar presentes em seu café da manhã ou nos lanches intermediários, consumidas em forma in natura ou adicionadas aos pães, frutas secas, leite e iogurtes. Para o almoço e o jantar, podem dar um toque especial às saladas, tortas, massas e molhos.

Que tal adicionar essa fonte de saúde em seu dia a dia?

Fonte: Wickbold

Noz-pecã diminui risco de doenças cardíacas e câncer

nuts-ss-pecan

Pesquisa demonstrou que as pessoas que receberam dieta com noz-pecã tiveram os níveis de vitamina E dobrados

Aos apreciadores de noz-pecã, uma boa notícia: ela pode diminuir o risco de desenvolver doenças cardíacas e câncer. Essa conclusão é de um estudo da Universidade de Loma Linda, dos Estados Unidos.

A equipe de cientista analisou 16 homens e mulheres, que receberam dieta com noz-pecã, com a iguaria misturada à água ou neutra (grupo controle). Então, descobriu que os níveis do antioxidante gama tocoferol (vitamina E), que ajuda na prevenção das patologias, estavam dobrados após oito horas da ingestão do alimento.

A pesquisadora Ella Haddad disse ao jornal Daily Mail que já se sabia que a noz-pecã continha fatores antioxidantes, e o novo teste mostrou que são realmente absorvidos pelo organismo, trazendo efeitos positivos, como colaborar na redução da inflamação nas artérias. Um levantamento anterior da mesma universidade indicou que uma alimentação enriquecida com o fruto reduziu as taxas do mau colesterol em 16,5%.

Fonte: Terra

Propriedades do noz-pecã eficazes contra graves doenças

“Somos aquilo que comemos”, essa máxima faz todo o sentido, pois a alimentação reflete diretamente em quem somos e como agimos. Alguns alimentos nos dão forças, outros nos engordam, alguns nos livram de determinadas doenças e uma série de outros que nos causam doenças.

A importância da alimentação nunca foi segredo, pelo contrário, sempre foi um fator importantíssimo para manter a vida mais saudável. Existem alimentos tão saborosos, que fica complicado listar todos os benefícios extraídos deles, como é o caso da noz-pecã.

Saudável, gostosa e nutritiva.

Pecã é um tipo de noz comestível, além de saborosa possui propriedades em suas cascas que auxiliam na luta contra alguns problemas de saúde e também no combate à doenças mais perigosas.

Propriedades

Possui alguns antioxidantes, como o gama e o tocoferol;
Contém vitamina E;
Abrange fito-estrogêneos;
Também possui o resveratrol.

propriedades-do-noz-peca-eficazes-contra-graves-doencas

Para que serve o chá de noz-pecã?

Pessoas que possuem problemas no sangue podem tomar sem medo o chá de noz-pecã, pois ele reduz o mau colesterol e as placas de gordura, prevenindo a trombose; desentope as artérias bloqueadas, evitando assim cirurgias de ponto safena; limpa as impurezas nas correntes sanguíneas provocadas pela nicotina do cigarro e outros resíduos de remédios químicos.

Auxilia no tratamento de doenças sérias como o câncer, que pode afetar os seios, estômago, pulmões, ovários, útero, entre outros órgãos. Cura também problemas ligados ao coração, bem como pressão alta.

O chá pode atuar no combate à insônia, bronquite asmática, enxaquecas, sinusites e doenças de cunho nervosas, como a hepatite, úlceras e gastrites. Além de regular a diabetes.

Infecções nos rins, ovários e bexiga são outras situações que podem ser curadas com a ingestão do líquido. E você pode dar adeus ao corrimento vaginal, as insuportáveis dores na coluna, nos quadris e nas juntas do corpo, se tomar a substância.

Como visto, o chá das cascas de noz-pecã oferece inúmeros benefícios à saúde. E tem mais: quem possui anemia e cirrose hepática ou sofre de epilepsia e mal de Parkinson também pode se libertar destes problemas ao tomar o chá frequentemente.

Além de agir em todas essas doenças, o pecã é um ótimo aliado para as pessoas que aparentam estar a cima do peso, mas que na realidade só estão inchadas – resultado de alguns remédios químicos -, pois ele ajuda no emagrecimento.

Como fazer o chá?

Primeiramente, ao ir comprar o produto opte por nozes com cascas mais esbranquiçadas, bem fechadas e sem furos. Essa é a garantia de um item íntegro no seu interior.

Escolha as que possuem cheiros frescos ou que, pelo menos, não tenham nenhum odor. Para não ter erro, faça o teste das cascas. Prenda as nozes dentro de um recipiente fechado com tampa e agite. As melhores não vão desgrudar das suas cascas.

Tendo escolhido as melhores nozes, retire as cascas e passe elas num triturador. Se preferir, há pontos comerciais que vendem a casca já pronta para o uso.

Coloque dois litros de água para aquecer e, assim que começar a ferver, desligue o fogão e adicione uma colher de sopa rasa das cascas de nozes pecã. Feito isso, tampe e deixe a mistura em infusão por 10 minutos.

Em seguida é só tomar quantas vezes preferir. O ideal, para doenças mais graves, é que a substância seja tomada todos os dias, por pelos menos dois meses.

Fonte: Chá Benefícios

Página 3 de 712345...Última »